jesus_2De vez em quando aparecem algumas pérolas em meu email que precisam ser divulgadas. No caso é a Tira do Jesus, do Marcelo Hessel.

O quadrinho tem altos e baixos. Como a maior parte da produção nacional é esforço individual, o que resulta em algumas gags que poderiam ser melhoradas se discutidas com um co-autor, e mesmo idéias que não deveriam ser levadas adiante. A falta de um editor no quadrinho online gera isso. Blogs sofremos do mesmo problema.

O Marcelo também abusa do recurso do palavrão, o que dificulta a popularização da tira em outros meios, e banaliza o recurso. O Marco Aurélio, do Jesus, me Chicoteia no começo de sua releitura da bíblia também colocava um palavrão a cada 4 palavras. Com o tempo foi melhorando o estilo e hoje faz uso do recurso de forma muito melhor. Vejam o começo da versão dele de Reis II:11:

Joás é ungido rei de Judá

(II Reis 11)

— Eu sou rei ou não sou?

— Claro que é, majestade.

— ENTÃO EU QUERO UM LEÃO, CARALHO!

— Majestade, essa linguagem não é adequada…

— CA-RA-LHO! CA-RA-LHO! CA-RA-LHO!

— Tudo bem, majestade, vou arrumar seu caral… digo, leão. Só vamos precisar construir um muro bem alto no pátio, senão ele come a girafa que o senhor também pediu. Fora isso, há mais alguma coisa que eu pos… majestade?

A Tira do Jesus ainda não tem esse grau de refinamento, mas vale á  pena acompanhar, acho que logo,logo o Marcelo vai achar a afinação ideal e soltar muita coisa boa. Vejam a tira ao lado e digam se não é algo promissor.

Leia Também: